O que é a fibromialgia – doença crônica que fez Lady Gaga cancelar show no Rock in Rio

199

 

A cantora Lady Gaga deixou seus fãs inconsolados depois de cancelar sua apresentação no Rock in Rio, prevista para esta sexta-feira. O motivo do cancelamento é uma condição física: um dia antes do anúncio, ela revelara que sofre de fibromialgia, uma doença que causa dor e sensibilidade no corpo todo. A assessoria da artista informou que ela não poderá se apresentar no Rock in Rio porque está sofrendo de dor física severa e está sob cuidados médicos. Lady Gaga falou sobre o assunto pela primeira vez no Twitter esta semana, acrescentando que sua relação com a doença é mostrada no seu último documentário, Gaga: Five Foot Two, que deve chegar ao Netflix em 22 de setembro. A primeira vez que ela falou sobre viver com dor crônica foi em 2013, mas até agora ela ainda não havia revelado a causa. “Quero ajudar a aumentar a conscientização sobre esse tema e conectar as pessoas que tem fibromialgia”, disse a cantora no Twitter. O tuíte fez várias pessoas compartilharem suas histórias sobre a doença nas redes sociais.

A fibromialgia acomete principalmente mulheres, é uma patologia não inflamatória, caracterizado por dores nas articulações, sensação de fadiga, músculos, dificuldade de sono. Confundida com reumatismo com esse tipo de problema faz uso de anti-inflamatórios e antidepressivo, porém não resolve, somente alivia um pouco. Observamos que a maior parte são pessoas que apresentam distúrbios de afetividade, e que por algum motivo estão tendo dificuldade em dar vazão para a energia, de tal forma que se ela acumula. Uma nova abordagem para o tratamento é a utilização da hipnose dinâmica. Basicamente, ela consiste em uma técnica de desviar a atenção do problema que está acometendo o paciente, de modo que o cérebro não perceba o problema ou o interprete de uma maneira diferente, que não seja desagradável para o paciente.

 

O princípio do desvio da atenção pode ser observado em qualquer pessoa que já passou pela seguinte situação: quando estamos pensativos, concentrados em resolver um problema ou estamos com a “cabeça longe” e alguém nos chama e não ouvimos. Neste momento, estamos “hipnotizados” – estamos usando uma parte do cérebro e ignorando os estímulos que vem de fora. Na fibromialgia, a hipnose dinâmica pode funcionar para diminuir a intensidade da dor, mas mais frequentemente ela é usada para diminuir a sensação desagradável da dor. No nosso cérebro, os centros que interpretam a intensidade da dor e o quanto ela é desagradável estão em lugares diferentes. Pacientes que perdem (por acidente ou cirurgia) a parte do cérebro que interpreta o quanto ela é ruim, sentem dor, mas não dão atenção a ela, porque esta não é desagradável para eles.

A hipnose dinâmica pode, de uma maneira bem mais segura, dissociar estes dois aspectos da dor, para benefício do paciente. A vantagem deste método é que ele pode ser ensinado para o paciente fazer sozinho em momentos de crise, o que é chamado de auto-hipnose. Já foi demonstrado que a dor pode ser modulada para mais ou para menos utilizando a hipnose dinâmica, inclusive utilizando-se exames em tempo real mostrando as áreas do cérebro sendo ativadas ou desativadas. Este tipo de estudo tirou a qualidade de “mistério” da hipnose dinâmica, e a colocou mais perto da ciência médica. A hipnose dinâmica deve ser realizada por um profissional qualificado, que teve treinamento reconhecido pela Sociedade Brasileira de Hipnose. Este pode ser um médico, psicólogo ou outro profissional da área de saúde. A hipnose dinâmica é um método complementar de tratamento, a ser usado em conjunto com outros tratamentos para fibromialgia.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, insira seu comentário!
Por favor, insira seu nome aqui