Séries e filmes reforçam a importância de falar sobre depressão

49

No primeiro semestre de 2016, “13 Reasons Why”, série do Netflix, que gira em torno de uma estudante que se mata após diversas falhas culminantes, chamou ainda mais a atenção para uma doença que atinge cada vez mais brasileiros: a depressão. Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), o Brasil é o país com maior prevalência de depressão da América Latina e o segundo maior nas Américas, atrás apenas dos Estados Unidos.

Dados de 2015 (os mais recentes da Instituição) mostram que, em 10 anos, houve um crescimento de 18,4% no número de pessoas que sofrem com depressão. O aumento de pessoas afetadas pela doença também faz com que mais pacientes procurem por profissionais especializados.

A depressão afeta cerca de 11,5 milhões de brasileiros hoje. O transtorno de ansiedade é um dos principais gatilhos para a difusão da doença. Ainda segundo a OMS, o número de pessoas com este problema era de 264 milhões em 2015. O Brasil é recordista mundial neste quesito. Cerca de 18,6 milhões de brasileiros sofrem com transtornos de ansiedade.

Sete a cada dez brasileiros sofrem de ansiedade, considerada a doença do século, a ansiedade afeta a saúde emocional das pessoas e desencadeia transtornos físicos e emocionais. Se não tratada, a ansiedade evolui para quadros ainda mais graves, como síndrome do pânico e depressão. A hipnose  trabalha no foco da ansiedade, ressignificando a causa do problema e auxiliando no processo de reequilíbrio da pessoa.

Em geral, a hipnose atua no tratamento de problemas com fundo emocionais e diferente da terapia convencional, que por meses ou até mesmo anos, confronta o paciente para encontrar soluções ou respostas daquilo que o desequilibra.
Você conhece a hipnose dinâmica? Imagina como acontece um ato médico que utiliza a hipnose?

Quando se fala em hipnose dinâmica, muitas pessoas ainda acreditam que a técnica é um ato de magia. Na verdade, a hipnose é uma simples ferramenta, um ato médico, que proporciona ao paciente um estado profundo de concentração, através da diminuição da consciência periférica. O tratamento com hipnose dinâmica possibilita o contato com o inconsciente; ou seja, com as emoções que não passam pelos julgamentos, críticas e avaliações da mente consciente. A partir da comunicação com o inconsciente, o paciente reconhece seus reais sentimentos (desejos, medos, angústias, dúvidas, paixões) e, desta forma, consegue reordená-los; reorganizá-los de uma maneira que proporcionem bem-estar e equilíbrio pessoal.

O Tratamento com a Hipnose Dinâmica

Como em qualquer outro tratamento de doenças psicossomáticas, na primeira consulta o médico avalia o problema do paciente. O diferencial é que, já no encontro inicial, é feito um teste de indução hipnótica para que os caminhos da terapia sejam definidos. No decorrer das consultas, o médico utiliza a Hipnose dinâmica para a indução a um estado alterado da consciência.

A HIPNOSE DINÂMICA utiliza a COMUNICAÇÃO NÃO VERBAL para a indução a um estado alterado de consciência. Essa indução leva no máximo de 3 a 4 minutos e o paciente continua consciente. Ela se diferencia da Hipnose Tradicional pela eficácia e pelo tempo para indução que, na Hipnose Tradicional gira em torno de 20 a 30 minutos. Através da Comunicação Não Verbal estabelece-se um código de comunicação entre médico e paciente fundamental para o desenvolvimento do tratamento. A grande vantagem da técnica é que o contato com o inconsciente é facilitado, proporcionando um tratamento mais assertivo e com resultados práticos.

O Método Oferece Algum Risco?

A Hipnose Dinâmica é uma ferramenta de tratamento que não causa nenhuma espécie de dano e não pode, em hipótese nenhuma, obrigar ninguém a cometer atos contrários aos seus princípios, devido aos níveis de tolerância que cada indivíduo possui. É válido salientar que ninguém pode ser hipnotizado se não quiser; se não permitir.

Instituto Verea

O Instituto Verea dedica-se ao atendimento clínico, individual e em grupo de pessoas para a melhora e a cura de distúrbios de origem psicossomática como fobias, medo de dirigir ou de andar de avião, síndrome do pânico, tabagismo, drogas, álcool, problemas sexuais, entre outros e presidido pelo Dr. Leonard F. Verea.

Dr. Leonard F. Verea

Dr. Verea é médico psiquiatra pela Faculdade de Medicina e Cirurgia de Milão, Itália, especializado em Medicina Psicossomática e Hipnose Clínica, é presidente da Sociedade Brasileira de Hipnose Clínica e membro da CID CNV Istituto di Psicologia Analogica e di Ipnosi Dinamica, SIMP – Societá Italiana di Medicina Psicosomatica, Roma-Italia, The International Society for Medical and Psychological Hypnosis, New York-EUA, ABMP – Associação Brasileira de Medicina Psicossomática e a Sociedade Brasileira de Hipnose.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, insira seu comentário!
Por favor, insira seu nome aqui